8 de out de 2008

Impostos

Estou aqui no Notebook trabalhando e assistindo o Jornal Nacional. Nesse instante acabou de passar uma matéria sobre os impostos nos brinquedos para os dias das crianças.
De todos os itens mostrado pela matéria, um foi citado com destaque, o que tinha o maior imposto, para nossa tristeza os games.

A repórter acabou de falar que se um console custa R$ 1200,00, só de impostos são R$ 896,00.

Resultado, entre lucro da loja, distribuidora, frete vindo de fora e preço do aparelho = R$ 304,00, o resto que você paga é tudo imposto.

E ainda o pessoal reclama que a Latamel enfia a faca, que a M$ só pensa em lucro. No Brasil não da, infelizmente é assim. Empresas que querem trabalhar certinha sofre.

Do preço final do console que você paga, mais de 70% é de imposto (impostos cobrados em efeitos cascata).

15 comentários:

  1. Eu acabei de ver essa matéria...
    Acham q os impostos são bons...
    se fosse bom, não se chamaria "IMPOSTO" seria "SUGERIDO"
    74% em video games...triste.

    ResponderExcluir
  2. Cara eu tava vendo aqui, o problema não é só por ser Brasil,se não me engano o mercosul tem uma taxa comum de importação...
    Dai se for mudar tem que convoca os outros, ai é dificil.

    ResponderExcluir
  3. Henrique, O Brasil tem a maior taxa de imposto da América do Sul.

    No caso Wii, o segundo lugar mais caro é a Bolivia, e se não estou enganado agora, ele custa um pouco mais da metade que o Wii brasileiro.

    ResponderExcluir
  4. aki no japao...tudo tem imposto tbm...
    mas por menor que seja ele vem descrito na etiqueta do produto...entao vc sabe quanto esta pagando pelo produto e pelo imposto...acredito que deveria ser assim..pelos menos nao nos sentiriamos enganados.....

    ResponderExcluir
  5. Mas a bolivia faz parte do grupo, mas totalmente só o Brasil, Uruguai, Argentina e Paraguai...sei lá, meu professor de geografia do cursinho que falou esses dias.

    ResponderExcluir
  6. Situação complicadada a do Brasil mesmo... há tempos. Junte à isso a alta do dólar, e temos o cenário propício para vendas não-oficiais.

    Se ao menos esse dinheiro todo fosse para onde deveria ir... mas saber o quanto estamos sendo roubados já seria interessante ^^

    ResponderExcluir
  7. Teoricamente existe uma "proteção ao produto nacional" nessa questão de jogos, softwares e games.
    O Imposto é um ABSURDO mesmo e não tem nenhuma relação com o Mercosul.
    (Especificamente esse imposto não tem relaçõa nenhuma).
    Como eu disse, é só uma forma PORCA de inibir que consumamos esse tipo de tecnologia lá de fora e que passemos a utilizar a tecnologia nacional.

    A solução seriam 2:
    - diminuir esse imposto
    - ter fábrica dos games e softwares aqui no Brasil

    ResponderExcluir
  8. O Brasil tem os impostos mais altos do mundo. Ou estou enganado.

    ResponderExcluir
  9. @ daniel: Proteção ao produto nacional? E desde quando os altos impostos nos fazem desistir de comprar games para investir nosso dinheiro em pipas e bolas de gude? Porque façam me o favor, o Brasil não tem NADA que se compare aos games, e que precise de proteção.

    E pelo o que eu sei, ainda é meio inviável as Bigs do setor abrirem fábricas por aqui.

    Brasil é soda...

    ResponderExcluir
  10. Eles deveriam cair na real e ver que o mercado gamer seria imensamente maior com menos impostos, além de melhorar a questão da pirataria tão discriminada por eles.

    ResponderExcluir
  11. Cara que absurdo, eu cheguei até a pensar que a notícia estivesse errada...mas daí lembrei do dólar e tudo mais...

    Apesar de surgirem, volta e meia, leis para serem aprovadas para a redução de impostos em jogos eletrônico, elas nunca entram em vigor efetivamente...

    Parabéns a Microsoft e a EA, que mesmo assim colocam seus produtos no mercado brasileiro.

    ResponderExcluir
  12. Hunter,

    Querendo ou não,a TEC TOY está ai com seus ARCAICOS MAster System e Mega Drive, que nas casas Bahias e afins vende em 24X. Alegria do povão.

    Esse era o mercado Nacional até agora, a Sony entrando com o Play 2, temos mais um no mercado nacional.

    ResponderExcluir
  13. Poisé, poisé.

    O PS2 é minha esperança de virmos a ter um verdadeiro mercado nacional (do lado da Latamel, Microsoft e EA).

    Mesmo com as dificuldades, estamos evoluindo...

    ResponderExcluir
  14. O México passou o Brasil no quesito de impostos, quero dizer, eles diminuiram os impostos e o Brasil ainda não.
    Certo ou não?

    ResponderExcluir